quinta-feira, janeiro 17, 2008

Poesia - Sobreposto ao ocaso

Tecendo mais que o momento inconstante,
indo ao intra do máximo que é o instante,
a vida não se perde,
muito se segue,
todos não querem
o da perda vida em inerte.
Seguindo vendo seus descasos
neste modo onde a oportunidade que sobrepõe o ocaso.

2 comentários:

cetica disse...

Oi, lindo! Aqui é a Dinha, lembra de mim? hehehe Estou lendo tuas poesias sempre, não esqueci de você, viu? Agora estou com um blog também, já adicionei você aos favoritos! :)

Beijos.

ps: continue postando as poesias, sou tua fã.

João Domínio disse...

Obrigado.