segunda-feira, fevereiro 25, 2008

Poesia - Povoação metafísica

Tratando da matéria
A percepção ultrapassando-a
Do tecido grosseiro
Do sentir que a se faz sentir grosseira

Cria equívoca
Os saldos negativos e positivos
Criando mundos no Onimundo
que foi posto em teste para
Ver o que sucede, acrescenta ou diminui na experiência
Da emanação do/e Ser/es que são o Oni
Na povoação do caos

Da dita de alguns, da derrota de muitos, da vitória excelsa de poucos

O que o senhor do todo governa
O Uno Senhor
Com múltiplas unas partes
Ao fim recolhedor
Das pequenas palavras lançadas
No que é uma livre área
Onde a escolha cabe ao que está com a vida em suas mãos
A pequena parte de Deus
Aquele que escolhe se vive ou morre
Com o arbítrio livre para se confundir ou expandir

Um comentário:

multiolhares disse...

Temos sempre o livre arbitro nas nossas
Escolhas, no entanto por estarmos adormecidos
Sempre escolhemos o que é do ego
E não do Ser

Beijinhos
luna